Empresa: O que é? Objetivos, Conceitos e Tipos de Empresa



Empresa é um sistema econômico-social organizado para produzir e ofertar produtos (bens ou serviços) que possam satisfazer às necessidades e desejos das pessoas, e com isto alcançar seus objetivos, sua sustentabilidade e continuidade. Em outras palavras, uma empresa cria riqueza e existe para atender aos interesses da sociedade.


Sistema composto por pessoas, conhecimentos, métodos, processos de trabalho, tecnologias, estrutura organizacional, políticas, normas e procedimentos, que interagem entre si gerando sinergia para o atingimento de objetivos predefinidos.


Considera-se empresário quem exerce profissionalmente atividade econômica organizada para a produção ou a circulação de bens ou de serviços (Código Civil).


O que é empresa?


Empresa é um sistema econômico-social organizado para produzir e ofertar produtos (bens ou serviços) que possam satisfazer às necessidades e desejos das pessoas, e com isto alcançar seus objetivos, sua sustentabilidade e continuidade. Em outras palavras, uma empresa cria riqueza e existe para atender aos interesses da sociedade.


É um sistema composto por pessoas, conhecimentos, métodos, processos de trabalho, tecnologias, estrutura organizacional, políticas, normas e procedimentos, que interagem entre si gerando sinergia para o atingimento de objetivos predefinidos.


Etimologicamente o vocábulo empresa “é derivado do latim prehensus, de prehendere (empreender, praticar), possui o sentido de empreendimento ou cometimento intentado para a realização de um objetivo” (SILVA 2004).


O conceito de empresa refere-se a empreendimento, associação de pessoas para exploração de um negócio. É o conjunto de atividades do empresário.


É toda organização econômica civil, ou empresarial, instituída para a exploração de um determinado ramo de negócio.


A definição de uma empresa nos remete a uma atividade econômica organizada para a produção ou circulação de bens ou serviços.


Propósito da Empresa


A empresa é um órgão social e que só pode prestar contribuição à sociedade se for lucrativa.

Seu propósito é gerar lucro por meio da venda de produtos ou prestação de serviços.


Visa produzir ou prestar um serviço com qualidade ao menor custo praticável, e obter o lucro justo e necessário sobre a venda.


Ninguém abre uma empresa apenas porque é bonito, ou apenas para dizer que é um empresário. Quem abre uma empresa espera obter lucros do investimento realizado


Objetivos da Empresa


Para atingir seu objetivo principal as organizações empresariais estabelecem outros objetivos secundários que podem ser:

  • Explorar um determinado ramo de negócio promissor e lucrativo;

  • Produzir bens ou prestar serviços de qualidade a preço justo, e que satisfaçam a necessidade, anseio e vontade da sociedade;

  • Produzir e atuar com responsabilidade e sustentabilidade;

  • Atrair e manter talentos;

  • Capacitar, valorizar e motivar seus colaboradores;

  • Desenvolver e potencializar prestadores de serviço e fornecedores;

  • Satisfazer as necessidades e anseios dos clientes;

  • Atuar com qualidade, prazo, custo e segurança;

  • Gerar lucro.

Caracterização de uma Empresa


Uma empresa se caracteriza por três elementos essenciais:

  • Atividade econômica – Uma atividade NÃO econômica, ainda que profissional, necessária e organizada, não será empresa, poderá ser talvez uma ONG. Uma empresa deve gerar retorno financeiro;

  • Atividade organizada – a atividade da empresa é realizada com a colaboração organizada de uma equipe de pessoas, tendo como objetivo produzir riquezas;

  • Atividade profissional – o funcionamento de uma empresa requer profissionalismo, que está relacionado a atividades especializadas.

Tipos de Empresas


Podemos classificar as empresas de acordo com o capital, setor econômico, proprietários e porte:


Quanto a titularidade do capital

Pública: A empresa pública é oriunda de órgãos governamentais, podendo ser municipal, estadual ou federal. Seu capital é 100% público, sem participação de capital privado.

Privada: A empresa privada é uma firma individual ou de sociedade, onde o capital social é de origem particular, ou seja, não governamental.

Mista: É a junção das empresas públicas com as empresas privadas. Neste caso, a empresa pública detém a maior parte das ações, assumindo os controles administrativos, cabendo a empresa privada os serviços de utilidade pública. Quanto ao setor econômico Setor Primário: envolve a extração e/ou produção de matérias-primas, como o milho, o carvão, a madeira ou o ferro. Exemplos de trabalhadores do setor primário podem ser um mineiro de carvão e um agricultor.

Setor Secundário: envolve a transformação de matérias-primas em bens, como a fabricação de aço para carros ou têxteis para roupas. Exemplos de trabalhadores do setor secundário podem ser um construtor civil e um costureiro.

Setor Terciário: envolve o fornecimento de serviços a consumidores e/ou empresas, como empregado doméstico, o cinema ou o bancário. Exemplos de trabalhadores do setor terciário podem ser um lojista e um contabilista. Quanto a constituição jurídica Empresário Individual: Exerce em nome próprio uma atividade empresarial. Atua individualmente, sem sociedade. Sua responsabilidade é ilimitada (responde com seus bens pessoais pelas obrigações assumidas com a atividade empresarial).

MEI – Microempreendedor Individual: é o empresário individual com receita bruta anual até R$ 81.000,00. Pode ter no máximo 01 (um) empregado que receba exclusivamente o piso da categoria profissional. SLU – Sociedade Limitada Unipessoal: é uma natureza jurídica na qual não é preciso ter sócios. O patrimônio do empreendedor fica separado do patrimônio da empresa, e também não há exigência de valor mínimo para compor o Capital Social.


Quanto ao porte Microempresa (ME): Conforme a Lei Complementar 123, de 2006, o porte micro diz respeito às empresas que faturam no máximo R$ 360 mil por ano.

Empresa de Pequeno Porte (EPP): É a empresa que fatura acima de R$ 360 mil por ano até o limite de R$ 3,6 milhões anuais.

Empresas de médio e grande porte: Para a classificação de portes de empresas maiores, os órgãos públicos e de fiscalização utilizam diferentes critérios, como de número de funcionários. O Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES), por exemplo, usa o critério de faturamento.

whatsapp-logo-1.png